14/01/2014

Tenho uma Box da Cabo Visão pela minha sala e, já que ela teria de ser devolvida, tinha curiosidade em verificar que tipo de disco ela tinha dentro, já que nunca tive a oportunidade de o ver. Ao ver o tipo de disco que ela tinha, voltei a aparafusar a Box. Quando ia a recolocar a box na caixa de cartão onde ela se encontrava acomodada antes, estava um vaso com flores ao lado. Devo confessarvos que não tenho muita habilidade para rearrumar tudo direitinho na caixa de cartão. Então, no processo de recolocar a box na caixa, derrubei o vaso, e por breves instantes, achei que ele se fosse partir. Felizmente, o vaso caiu em cima da mesa, e não estalou nem um pouquinho.
Depois deste incidente, eu pensei: Quantas vezes eu escolho caminhos errados, quantas vezes faço coisas que não glorificam em nada a Deus, quantas vezes digo coisas que jamais deveria pronunciar? E qual é o melhor de mim que tenho dado a Ele e por Ele?
Mesmo depois de errar tanto, depois de cair, Jesus não deixa que eu me parta e me despedace. E mesmo que isso possa acontecer, lembra-te que quando um objecto se parte pelas mãos humanas e mãos humanas o tentem reconstruir, nunca será a mesma coisa. Mas quando mãos humanas destroem o melhor que temos em nós, mesmo que nós nos auto-destruamos, Jesus é perfeito, é Senhor mais do que maravilhoso para juntar os cacos que restaram da nossa vida e reconstruir tudo de novo, e melhor que tudo isto, o vaso acaba por ficar sempre mais bonito que antes.
É por isso e muito mais que Te amo, Jesus. Porque mesmo que, não querendo, tropece e caia, tu me levantas e saras as minhas feridas. Só tu me reconstrois e me tornas mais belo no meu carácter do que jamais fui antes. Eu entendo que dói muito quando nos partimos. Mas também entendo que, quando somos reconstruidos pelas mãos do nosso perfeito Amigo Jesus, aprendemos com os erros de antes, e mais andamos com Ele para nos prevenir das falhas futuras.

Sem comentários:

Enviar um comentário